Postado no dia Dezembro 8, 2017

Se me perguntarem
Por que estou feliz
Responderei:
Por tudo o que já fiz.
Nunca trapaceei,
Nem me fiz enganar
Tudo o que ganhei
Foi por me esforçar.
Minha consciência
Me traz leveza
Meu coração
É minha fortaleza.
Sou movida a paixão,
Meu vício é sonhar
Quem sabe um dia
Irei realizar?
Enquanto isso
Sigo vivendo
E a vida, aos poucos,
Vai acontecendo.
Compro uma briga
Bato de frente
Se vejo injustiça
Nado contra a corrente.
Mas não me conformo
Com o que é ruim.
Se eu acredito,
Luto até o fim.
Sou pedra no sapato
Ou posso ser flor
Depende de você
Meu amargo ou amor.
Se há falsidade
Ou hipocrisia
Desculpa, vou indo,
Até outro dia.
Não tolero maldade,
Não sou obrigada.
E se é na minha frente,
Aguente a patada.
Porém, se quiseres
Meu lado bom
Basta ser do bem
E se manter no tom.
Uns me dizem louca
Que quero demais,
Mas só quero o bem
E melhor convém
Se também tiver paz.

(Bia Lopes)

Bia Lopes Bia Lopes é publicitária com 9 anos de atuação como coordenadora de marketing em assessoria de comunicação. Cordelista, publicou a trilogia Ana Lísias em Cordel, obra dedicada ao público feminino. Também formada em Gestão de Recursos Humanos e trabalha com desenvolvimento humano por meio de palestras, minicursos e capacitações. Ativista da causa animal e apaixonada pela vida. Nas horas vagas, gosta de observar o mundo e descreve-lo neste blog.
Mais em Vida & Poesia
  • Olha, quer saber? Cansei de me guardar, Cheguei à conclusão Que é melhor transbordar. Não…

  •   Quando alguém confia Em outra pessoa É porque acredita Que é gente boa E…

  • Quem quiser falar que fale, Mas não venha se impor Pois serei sempre eu mesma…

  • Só vejo uma grande verdade Nesse ditado primordial: Não há no mundo quem possa Colher…

  • Uma amiga me falou: “Alguns amores são impossíveis, Então fazemos um grande esforço Pra que…

  • Últimas Histórias
    Ver todos os posts

    Youtube

    Não veja esse vídeo

    Aprenda a ficar sozinha

    Mulheres & Novelas

    Moda é ser livre (e respeitar o próprio corpo)

    Moça, você é livre

    É proibido passar dos 30