Miga, precisamos conversar. Tenho observado que de uns tempos pra cá tudo o que você tem feito é chorar ou desabafar sobre vocês dois. As coisas praticamente nunca andam bem e quando andam, é mais por você que por ele. Quando foi a última vez que vocês conseguiram realmente ficar de boa, tranquilos, só carinho e amor, sem brigas, discussões, desconfianças ou birras? Demorou mais de 10 segundos pra lembrar? A coisa tá braba. E digo mais: é bem possível que seu relacionamento tenha chegado ao fim e você esteja sofrendo da síndrome que tantas amigas minhas (inclusive eu mesma) já sofremos: ainda não percebeu.

Algumas coisas que você precisa entender

Eu preciso que você observe alguns sinais. São coisas um tanto óbvias, muita gente até já percebeu, mas quando estamos no olho do furacão não conseguimos ter muita noção do todo, apenas de onde estamos. E é isso o que está acontecendo. Vocês andam dispersos um do outro, sem norte, talvez sem nem mais saber porque ainda estão juntos. Além disso, há alguns outros fatores que, se você olhar junto comigo, começará a entender. Vamos lá?

Você não reconhece mais a pessoa por quem se apaixonou

Isso te soou familiar? Pois bem. Depois de um certo tempo e muito desgaste a gente costuma procurar no outro a pessoa por quem nos apaixonamos, mas a impressão que temos é que ela se mudou de mala e cuia para outro planeta. E agora? Bom, agora é observar se ele mudou mesmo ou se você é que tinha criado um personagem que não existe. Ou, pior, a crise no relacionamento de vocês trouxe à tona um lado dele que você jamais gostaria de ter conhecido, mas infelizmente está bem presente.

Acabou a cumplicidade

Minha amiga, vou te contar: se vocês perderam a cumplicidade, perderam muito da relação. Lembra do tempo em que vocês combinavam em tudo, se entendiam, apoiavam e se completavam? Eram melhores amigos no dia a dia, parceiros perfeitos na cama e braço direito para tudo o que era perrengue da vida. Mas parece que as coisas já não são como antes e isso pesa muito, não é? Eu sei. É possível que você nem saiba dizer quando vocês começaram a perder esse vínculo, mas o fato é que agora há uma enorme distância até mesmo entre vocês concordarem sobre os programas que farão no fim de semana.

Alguém tem que ceder, mas precisa ser sempre você?

Claro que não! Mas é isso que vem acontecendo em 95% das vezes, não é? Você é a pessoa que cede, que aceita, que diz não para si mesma para garantir o sorrisão do moço. Mas cá entre nós, isso vale mesmo a pena? Ele sempre satisfeito e você com esse peso no peito? Não, né? Pois bora repensar isso, afinal de contas equilíbrio é tudo e numa relação, então! Sem contar que não há sentido num relacionamento a dois só um estar sempre feliz. Para pra pensar um pouquinho, foi isso o que você sempre quis?

Coisas que nunca deveriam ter ido embora, mas…

Algumas coisas são primordiais em uma relação. São coisas que quando acabam parece que a relação se partiu ao meio. Uma delas é o respeito. Como permanecer ao lado de quem não nos respeita ou a quem não conseguimos manter um mínimo de respeito? Com certeza as coisas aí caminham para se tornarem no mínimo desastrosas e se não há respeito, não há mais sentido. Outro item indispensável num relacionamento é a confiança. Se você não confia começa a cobrar, questionar, cria neuras que te fazem até perder o sono, que dirá a paz e o sossego. Então, minha miga, se a confiança e o respeito saíram por alguma porta, saia imediatamente pela outra, porque isso não vai mesmo terminar bem.

Ninguém pode decidir por você. 

Nem ele. Se há algo que devemos aprender na vida é a tomar as nossas próprias decisões. Só a gente sabe onde o sapato aperta, onde não nos cabe, onde é preciso ser menos do que o que somos para continuar sobrevivendo. Mas não é justo com você e nem mesmo com ele. Não é justo com ninguém ter que fazer um esforço descomunal para a relação continuar existindo. Muita gente ainda prefere manter um relacionamento de aparências, mas, sinceramente, de que serve isso? Por que você precisa provar para outras pessoas que tem alguém ao seu lado? Forçar uma falsa felicidade é nada mais nada menos do que forçar uma mentira pra si mesma e adiar a solução dos problemas.

A gente sempre sabe quando terminou. Temos um sensorzinho dentro da gente que dá aquele bip no coração dizendo que não dá mais, que já era, já foi, passou do ponto. E eu sei o quanto é difícil dar ouvidos a ele, ah, se sei! Mas também sei que, quanto antes a gente aceita isso, mais cedo a gente dá um passo a mais junto à felicidade. E então, o que você está esperando?

Ei, não vai embora agora, não sem antes seguir as redes sociais do blog!

 

 

Bia Lopes Bia Lopes é publicitária com 9 anos de atuação como coordenadora de marketing em assessoria de comunicação. Cordelista, publicou a trilogia Ana Lísias em Cordel, obra dedicada ao público feminino. Também formada em Gestão de Recursos Humanos e trabalha com desenvolvimento humano por meio de palestras, minicursos e capacitações. Ativista da causa animal e apaixonada pela vida. Nas horas vagas, gosta de observar o mundo e descreve-lo neste blog.
Mais em Cotidiano
  • Miga, precisamos conversar. Tenho observado que de uns tempos pra cá tudo o que você…

  • Liberdade, palavra-chave para a conquista de tudo aquilo que antes era considerado impossível, proibido ou…

  • Se tem uma coisa que costuma incomodar a gente é a opinião de outra pessoa…

  • Se há um assunto que vem atormentando uma certa turma é essa história de passar…

  • A pergunta pode parecer óbvia, mas, e a resposta? Será que vocês estão mesmo conectados…

  • Últimas Histórias
    Ver todos os posts

    Youtube

    Oops, something went wrong.