IMG_9288 (1)

Não brigue por um amor

Posted on Leave a commentPosted in Entre Palavras

Não brigue por um amor, não queira e nem faça questão. Pra que lutar por alguém que não te quer em seu coração? De nada adianta querer ou insistir em conquistar. Não se pode obrigar alguém a de repente te amar. O amor não se explica, acontece de repente. Se hoje ele não te ama manhã pode ser diferente. Porém, se acontecer, que seja natural. De que adianta querer tanto se ele não te quer igual? Não brigue por um amor, não, não compre essa briga. Quem já se viu ganhar alguém assim, por meio de intriga? O amor não tem concorrência e muito menos disputa. Que maneira estranha é essa […]

Foto143

Depois que você foi embora

Posted on Leave a commentPosted in Entre Palavras

Depois que você foi embora tudo mudou de lugar. Eu sei que a vida continua, mas é difícil continuar. Depois que você se foi, tudo na minha vida mudou e a cada dia fica maior esse vazio que restou. Para onde foram nossos sonhos? Nós fizemos tantos planos, tanta coisa pra fazer no decorrer desses anos! Uma vida inteira pra gente aproveitar e agora, de repente, eu vejo tudo acabar. Não, simplesmente não dá, sem você não vou conseguir e jamais entenderei essa tua decisão de partir. Como pode ir embora assim, sem ao menos olhar pra traz, como se a nossa história não te interessasse mais? Como pode desistir, […]

wp-1464198693482.jpg

Para Quem Faz a Diferença

Posted on Leave a commentPosted in Entre Palavras

Tem sempre aquela pessoa que chega e faz a diferença, que muda todas as cores apenas com sua presença. Tem sempre aquele alguém que sabe ser especial, que te ensina a fugir do comum, que não deixa a rotina igual. Que às vezes te tira do sério, que faz rir e te faz feliz, que quando você se chateia ele chega de mansinho e diz “quer saber? Enfrente! Para que as coisas mudem você tem que agir diferente!” Tem sempre aquela pessoa que insiste em te animar, que te coloca pra cima ao ver teu mundo desabar. A pessoa que […]

David_bowie_heroes

Carta a Um Homem das Estrelas

Posted on Leave a commentPosted in Entre Palavras

Minha pretensão era escrever esta carta enquanto você ainda podia tê-la em mãos. Não sei como eu faria para entregá-la, nunca parei para pensar nisso, mas de alguma maneira eu deveria ter corrido contra o tempo para que ela chegasse até você. Muita gente diz que esse tipo de coisa é idiotice, mas eu não costumo ligar muito para o que os outros falam. E aprendi isso com você. Sabe Bowie, quando te vi pela primeira vez eu era apenas uma criança. Tinha uns 7, 8 anos e nem sabia que você cantava além daquelas canções do Labirinto, só soube […]

IMG_1968

Acabou. E agora?

Posted on 6 CommentsPosted in Entre Palavras

Acabou. É o fim. E eu sei que foi a decisão mais sensata, mas ainda assim é difícil aceitar. Estou sem chão. Sinto-me sem forças. É como se um enorme pedaço de mim tivesse sido arrancado de repente, sem aviso, sem anestesia, sem piedade. E como essa dor incomoda! Tudo o que tenho feito é me dedicar a essa relação. Fiz tudo o que podia, o que estava e o que não estava ao meu alcance. Fui amiga, amante, companheira, fui tudo o que você quis. Segurei as pontas, aguentei a barra, tudo pra te ter ao meu lado. Cheguei […]

IMG_9114

Já acabou, terráqueo?

Posted on Leave a commentPosted in Entre Palavras

Alô, terráqueos. Aqui quem vos fala é outra habitante da Terra, mas que às vezes tem a impressão de pertencer a algum outro planeta. Venho adiando há tempos essa nossa conversa, mas hoje resolvi falar. Não dá mais para esperar. Tem coisa demais acontecendo e gente demais se desamando. Sabe, terráqueo, não estou tomando essa iniciativa por me considerar melhor do que você. Mas também não sou pior. Quero falar aqui de igual pra igual, porque estamos no mesmo barco e eu tenho sempre a impressão de que ele está prestes a afundar. Pior do que isso: chego a imaginar […]

IMG_9111

A síntese da felicidade

Posted on 2 CommentsPosted in Entre Palavras

Há alguns dias um amigo me sugeriu escrever sobre felicidade. Eu adorei a ideia, porque estava realmente vivenciando aquilo. Sentia-me feliz, mesmo tendo ainda quase todos os velhos problemas de sempre e inclusive com a chegada de alguns novos. Às vezes não é preciso motivos, não é? Eu não tinha nenhum em especial, apenas “estava”.  Mas a vida deu algumas reviravoltas e eu fui pega de surpresa. Da noite para o dia as coisas mudaram. Meus sentimentos também. E o texto sobre felicidade precisou ser adiado, porque não sei escrever sobre algo que não estou sentindo. E não seria correto […]

IMG_8951

A última carta

Posted on 3 CommentsPosted in Entre Palavras

Nem sei por que decidi escrever esta carta. Talvez porque precise compartilhar com alguém os motivos que me levaram a ir embora, mesmo sabendo que minhas palavras só serão lidas quando eu já estiver longe daqui. Não tenho mais razões para continuar, só vejo escuridão, caos, desilusão. Todos os dias procuro um sentido para viver, algo que me faça mudar de ideia, mas não tenho encontrado. As pessoas falam em felicidade, paz, alegria, mas isso definitivamente não faz parte da minha vida. Por favor, não pense que não me esforcei. Pelo contrário, fiz um esforço imenso para seguir em frente. […]

IMG_7150

Precisamos falar sobre as mulheres

Posted on 2 CommentsPosted in Entre Palavras

A violência contra a mulher, como todo mundo sabe, foi tema da redação do Enem esse ano. Para quem fez a prova, como eu, foi motivo de alegria ver algo tão cotidiano (e muitas vezes tão banalizado) ser finalmente levado a reflexão por tanta gente no Brasil ao mesmo tempo. E isso me instigou a trazer essa discussão aqui pro blog. Tá todo mundo falando sobre isso agora? Ótimo. Quanto mais gente, quanto mais texto, quanto mais levantarmos esse debate, essa bandeira, quanto mais nos mostrarmos contra, melhor. Não, eu não vou reproduzir aqui minha redação. As trinta linhas para […]

Navegar é preciso. Viver também.

Navegar é preciso. Viver também.

Posted on 2 CommentsPosted in Entre Palavras

Um amigo desabafou comigo sobre seu relacionamento. Ele namora há um ano, mas estava se sentindo tão cansado, tão sobrecarregado com as circunstâncias que já não sabia mais se valia ou não a pena continuar. A moça desconfiava de cada passo dele e queria a senha das suas redes sociais. Segundo ele, as brigas eram tão frequentes que já haviam se tornado rotina e isso o deixava cada vez mais exausto. Ao invés de lhe dizer minha opinião, resolvi questioná-lo sobre aquilo. Queria entender melhor o que se passava, como ele se sentia e se ainda havia o principal para […]